O GRUPO MUSICAL

O grupo musical Jongo da Serrinha atua pesquisando e criando produtos culturais (livros, filmes, espetáculos, discos, exposições etc) para divulgar o jongo pelo mundo. Criado no final dos anos 60, é uma referência da cultura carioca tradicional e seu trabalho artístico, contínuo e independente, levou o jongo a diversos países e cidades brasileiras e fez o ritmo ser conhecido por todo país.

O grupo Jongo da Serrinha foi criado por Mestre Darcy Monteiro e sua mãe, a famosa Vovó Maria Joana Rezadeira no fim dos anos 60, preocupados com a extinção do jongo. Ambos transformaram num show a antiga dança de roda dos escravos praticada nos quintais da comunidade. O Mestre também quebrou um tabu ensinado crianças tocar e a dançar o jongo, tradicionalmente permitido apenas aos mais velhos.  Este convívio com as crianças e jovens que participavam dos shows despertou um desejo de desenvolver um projeto socioeducativo e de formação profissional na comunidade que valorizasse a cultura tradicional local e criasse alternativas de trabalho, renda e desenvolvimento humano através da aulas de arte e criação de produtos culturais.

Gravado ao vivo en Março 2001 no quintal da Tia Maria do Jongo, Serrinha, Madureira

Produção: Grupo Cultural Jongo da Serrinha
Idealização: Mestre Darcy do Jongo
Direção Musical: Luciane Menezes
Coordenação da Produção: Dyonne Boy
Vozes: Darcy Monteiro, Tia Maria do Jongo, Dely Monteiro, Lazir Sinval, Luciane Menezes, Luiza Marmello e Marco André
Tambores: Darcy Monteiro, Darcy Monteiro Filho e Anderson Vilmar
Cavaquinho: Luciane Menezes
Violão: Ricardo Tritane
Coro: crianças do grupo Jongo da Serrinha

Jongo da Serrinha, 2002

O primeiro disco de jongo do país, “Jongo da Serrinha”, foi lançado em 2002 pelo grupo reunindo 13 canções do cancioneiro da Serrinha e teve a participação de Mestre Darcy do Jongo sendo ele todo uma homenagem ao Mestre. O disco ganhou o prêmio Rival BR de melhor disco de patrimônio em 2003.

Gravado em 2013

Vozes: Deli Monteiro, Lazir Sinval, Luiza Marmello e da jongueira mais antiga da cidade e fundadora do G.R.E.S. Império Serrano, Tia Maria do Jongo
Direção musical, violão 6 cordas e arranjador: Paulão 7 Cordas
Violão 7 cordas e arranjador: Adriano Furtado
Bandolim e voz: Thiago da Serrinha
Cavaquinho e voz: Hamilton Fofão
Flauta: Pedro Pamplona
Acordeom: Kiko Horta
Tambú: Anderson Vilmar
Caxambu: Dilmar José
Candongueiro martelo: Vinícius Bastos
Candongueiro e efeitos: Alan

Vida ao Jongo, 2013

O novo disco do Jongo da Serrinha VIDA AO JONGO é dedicado a tia Maria do Jongo, que faz sua participação especial aos 92 anos. O repertório conta com pontos de jongo tirados do seu “caderninho” onde ela anota suas memórias: uma reunião de bambas da música popular carioca em homenagem ao Jongo e conta com a participação especial de grandes nomes como Zeca Pagodinho, Sandra de Sá e Jorge Mautner.

Conhecido também como Caxambu, o Jongo é integrado por percussão de tambores, canto e dança. Presente no Sudeste brasileiro, o Jongo fez o caminho do café e da cana-de-açúcar, praticado pelos negros de origem bantu, trabalhadores escravizados nas lavouras da região.

JONGO CIGANO

VIDA AO JONGO

FESTIVAL VILLA LOBOS

Grupo Cultural Jongo da Serrinha

Casa do Jongo Rua Compositor Silas de Oliveira 101 Serrinha, Madureira Rio de Janeiro – RJ 21360-360 – Brazil ‎

Somos uma ONG

#souJongo

Colabore

APOIO: