REde do Jongo e do caxambu

do Rio de Janeiro

As ações propostas no projeto Rede do Jongo e do Caxambu do Rio de Janeiro resultam do acúmulo de experiência pelas comunidades jongueiras, o que possibilita a proposição de ações bem sucedidas, avaliadas pelas comunidades, por parceiros, e recomendadas pelo parecer que levou ao registro do Jongo no Sudeste como patrimônio cultural do Brasil como fundamentais à salvaguarda deste bem, como a garantia de condições para a manutenção da articulação das comunidades em rede e do fortalecimento de processos de organização comunitária.

Neste projeto, foram realizados 3 encontros imersivos entre as comunidades jongueiras do Rio de Janeiro e 1 encontro com as comunidades do Rio de Janeiro e outras cidades da região Sudeste, todos executados na Casa do Jongo da Serrinha, com propostas coletivas de ação, resultando em alguns projetos e importantes passos da rede, tais como:
Projeto de manutenção da rede e salvaguarda do Jongo e Caxambu em parceria com o INEPAC e Audiência Pública com a presença de representantes de várias esferas do poder legislativo e executivo, resultando no encaminhamento de uma Lei de Salvaguarda do Jongueiro do Estado do Rio de Janeiro.

A articulação em rede tem permitido às comunidades uma rica troca de experiências, o fortalecimento dos processos de organização comunitária e o desenvolvimento de ações de salvaguarda do Jongo/Caxambu nos âmbitos local e regional.

Comunidades que integram a Rede do Rio de Janeiro

“…a rede só existe se for com todo mundo, para as comunidades esses encontros são muito importantes…”

Mestre Nico Santo Antonio de Pádua

Pinheiral

CENTRO DE REFERÊNCIA DE ESTUDO AFRO DO SUL FLUMINENSE – CREASF JONGO DE PINHEIRAL

Rio de Janeiro

Jongo da Serrinha

QUILOMBO DO BRACUÍ (ANGRA DOS REIS)

ASSOCIAÇÃO DE REMANESCENTES DO QUILOMBO SANTA RITA DO BRACUÍ – ARQUISABRA

QUILOMBO DE SÃO JOSÉ (VALENÇA)

ASSOCIAÇÃO DA COMUNIDADE NEGRA REMANESCENTE DO QUILOMBO DA FAZENDA SÃO JOSÉ DA SERRA

BARRA DO PIRAÍ

ASSOCIAÇÃO CULTURAL SEMENTES D’ÁFRICA

ARROZAL

JONGO DE ARROZAL

VASSOURAS

CAXAMBU RENASCER DE VASSOURAS

MIRACEMA

ASSOCIAÇÃO SENZALA CAXAMBU DE MIRACEMA – ASCAMI PORCIÚNCULA – CAXAMBU MICHEL TANNUS

SANTO ANTÔNIO DE PÁDUA

CAXAMBU SEBASTIANA II

CAMPOS

JONGO CONGOLA

NATIVIDADE

CAXAMBU FILHOS D’MARIA

QUISSAMÃ

TAMBORES DA MACHADINHA

PINHEIRAL

PINHEIRAL

O Centro de Referência de Estudo Afro do Sul Fluminense (CREASF) foi fundado em 1998, para preservar o jongo e suas tradições, patrimônio cultural imaterial tombado pelo IPHAN em 2005. O espaço recebe estudantes, professores e o público em geral com interesse pela cultura afro do Vale do Café.

Noticias do projeto

Homenagem ao Mestre Toninho Canecão

Homenagem ao Mestre Toninho Canecão

Antonio do Nascimento Fernandes, o grande mestre Toninho Canecão, líder da comunidade Quilombo São José da Serra nos deixou no dia 10 de março, em Resende, no Rio de Janeiro.

“Ah, eu fui na mata buscar a lenha Eu passei na cachoeira molhei a mão. Senhor da pedreira Benza essa fogueira Além da fogueira Ajudai todos os irmãos. Machado!”

Rede do Jongo e do Caxambu

Rede do Jongo e do Caxambu

A Rede do Jongo e Caxambu do Rio de Janeiro em parceria com a UFRJ, apresenta:
” Jongos, Quilombos em Redes”

Estaremos juntos com nossos irmãos das Comunidades Jongueiras do RJ, em atividades educacionais e de intercâmbio de ideias e saberes, com foco na promoção da cultura tradicional e popular, promovendo a salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil Jongo do Sudeste- Bem registrado pelo IPHAN em 2005.

Jongos, Quilombos em Rede

Jongos, Quilombos em Rede

Estamos juntos reunindo Comunidades Jongueiras em atividades educativas e de intercâmbio de ideias e saberes, com foco na promoção da cultura tradicional e popular.

Realização

Endereço

rua compositor silas de oliveira 101 21360-340 Rio de Janeiro, RJ, Brazil

Telefone

(+55) 21 3457-4176

Email

info@jongodaserrinha.org